Somos o que comemos

Categorias:

“ Somos o que comemos”, é um velho aforismos que traduz bem o acto de comer, não basta ter acesso aos bens alimentares é essencial saber comer, saber escolher os alimentos de forma adequada e a quantidade necessária às necessidades diárias, ao longo das diferentes fases da vida.
A alimentação continua a ser uma das preocupações do Homem, ao longo da história, porque o desenvolvimento das sociedades, das civilizações está directamente ligado ao modo como o individuo se alimenta. A alimentação é uma das principais determinantes da saúde e traduz as condições de vida de cada um.
A alimentação é muito mais do que nutrientes, tem um significado muito próprio para cada pessoa, de acordo com o contexto em que se move e com a cultura que o perfilha, pois só assim pode construir a sua identidade.
Melhorar o comportamento alimentar de indivíduos e de comunidades não é tarefa de curta duração, pois, vivemos num sociedade onde o padrão alimentar é cada vez mais inadequado devido ao crescente consumo de alimentos industrializados, prejudiciais à saúde por serem ricos em gorduras, sais, açúcares, aditivos, além do crescente hábito de alimentação em fast-food.
Todos nós sabemos, que mudar ou melhorar o comportamento alimentar de indivíduos é um processo contínuo, que passa por vezes por uma mudança de comportamento que exige um exercício rigoroso e estratégias de manutenção de mudança, um processo que envolve factores de motivação e de reforço da mudança para a adopção de hábitos alimentares mais saudáveis.

melao-disha-academy

Considerando que o comportamento alimentar é uma prática que inicia nos primeiros anos de vida, o ambiente familiar e a escola são lugares privilegiados para que as práticas de educação alimentar sejam efectivas.
Estudos revelam, que as crianças não estão dotadas de uma capacidade inata para escolher alimentos em função do seu valor nutricional, pelo contrário, os seus hábitos são aprendidos a partir da experiência, da observação e da educação. A prática de uma educação alimentar é adequada quando contribui para a construção de seres humanos saudáveis, conscientes dos seus direitos e deveres e da sua responsabilidade para com o meio ambiente e com a qualidade de vida dos seus descendentes.

 

avatar
A autora
Chef Anabela Almeida

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *